Arquivo da categoria: Viagens e passeios

Passeio a Ribeirão Preto

No dia 26/03 último, além de outros presentes, ganhei uma carta da minha gatinha. Nela havia a programação de uma viagem de avião até Ribeirão Preto, em São Paulo. Sexta-feira passada pude usufruir o meu presente de aniversário programado.

Sou um cara apaixonado por aviões. Fico vislumbrado ao ver aquelas estruturas voadoras levantando vôo ou pousando numa pista de aeroporto internacional, num aeroclube ou até mesmo em um porta-aviões. Por esta razão, já é a segunda vez que ganho esse tipo de presente da Carol (a primeira foi pra Curitiba).

Não importa o destino. Pra mim, o que importa é a decolagem, o “barulhão” das turbinas, o impulso que o avião toma na pista e nos primeiros segundos de vôo, o trajeto em si, o pouso e a frenagem do avião depois que toca o solo novamente. Pra mim, são momentos mágicos. As imagens vistas lá de cima nunca são rotineiras, mesmo para quem está acostumado a pegar vôo como quem pega um táxi:

A parte xarope é ter que ficar perguntando pra Carol o tempo todo:

“O que foi que o piloto disse?”

Seria legal se colocassem monitores de TV ao longo do corredor, com uma pessoa traduzindo o que o piloto fala pra Libras e ainda ter umas legendas, para aqueles que não sabem a linguagem de sinais (EU!). E ainda arrisco uma pergunta: quantos comissários ou comissárias de bordo sabem Libras?

Buenas, Ribeirão Preto é considerada a capital brasileira do chopp. Dizem que lá é servido o melhor chopp do Brasil. Se é o melhor do país, eu não sei, só sei que é o melhor que já tomei. Estupidamente geladaço (parece que quem quebra essa regra lá, é enforcado em praça pública. =P) e servido ao gosto do freguês (com ou sem colarinho, claro com espuma escura, escuro com espuma clara e até – calúnia! – chopp careca, aquele servido sem espuma).

A cidade não é necessariamente uma cidade turística, mas é muito bem desenvolvida e oferece uma ótima infraestrutura, típica de cidades ricas do interior paulista. Tem bons restaurantes, shoppings gigantes, boa rede hoteleira e uma infinidade de clínicas… Sim, clínicas! Clínica de diagnósticos, de ortopedia, de fisioterapia, de ortodontia, clínica disso e clínica daquilo! Nunca vi tanta clínica numa cidade só! Não tive vontade de perguntar o porquê disso. Aparentemente a cidade está muito bem servida na área de saúde.

Uma coisa que me chamou muito a atenção durante os dois dias que passei lá:

Fazendo uma conta superficial, acho que 90% das ruas de Ribeirão Preto têm estas rampas! Não me lembro ter passado por uma esquina que não tivesse uma. Fiquei impressionado com isso e achei muito legal.

Enfim, curtimos a cidade. Se tivéssemos de morar lá um dia, iríamos de boa. Se quiser saber mais, me pergunta!

Coisas que aprendi em Ribeirão Preto:

  • Nunca vi tanto caqui, goiaba e pêra sendo vendidas nas esquinas do Centro da cidade;
  • Não peça pão cacetinho numa padaria. Ninguém se ofende, mas rola uma risadinha: “É gaúcho!”;
  • O preço de uma corrida de táxi é de doer a alma;
  • Existe emprego garantido pra quem faz salgadinhos de festa (risólis, pastéis, “crocretes”, etc…);
  • AMO as mulheres do Sul;
  • A maioria das placas dos carros é de São Paulo. Sinistro isso.